Início da página

Pontos Turísticos de Nagoya

O link para mídia social abrirá numa nova janela

Impressão2008-10-01

Estação de Nagoya

retrato de Estação de Nagoya

A estação de Nagoya é a porta de entrada da Cidade de Nagoya, recebendo mais de 1,000,000 de passageiros por dia. Em frente a estação enfileiram-se shoppings, hotéis, escritórios comerciais, e acomoda em seu subsolo, a maior área comercial subterrânea da Província de Aichi.
Além das Torres do JR ( JR Central Towers ) inaugurada em 1999, em 2006 na saída leste da Estação de Nagoya com 47 andares, 247 metros de altura o prédio Midland Square, e em 2007 ao norte da Estação no distrito sul de Ushima com 40 andares e 180 metros de altura surgiu o prédio Lucent Tower. E mais, em 2008 ao sul da Estação de Nagoya, com 36 andares, 170 metros de altura, o prédio Mode Gakuen Spiral Towers foi construído e inaugurado.
E assim vários projetos desenvolvidos, deixam a Porta de Entrada de Nagoya ao estilo do século21.

Porto de Nagoya

retrato de Porto de Nagoya

Aberto em 1907 na Era Meiji. O Porto de Nagoya comporta em seu cais mais de 300 embarcações simultâneamente, dentre ancoradas ou paradas curtas, começando pelas embarcações de carga (containers), todos os tipos de embarcações de transporte, Ferry Car entre outros. É o maior do Japão em Volume Total de Cargas Recebidas e Avaliadas e também em Valores de Comércio Exterior. É o porto que representa o Japão como Porto Internacional de Comércio Exterior. A sua volta também existem diversas opções de diversão como o Aquário do Porto de Nagoya, o Museu Marítimo, o Observatório situado dentro do Prédio do Porto, o parque temático Italian Mura, e um parque de diversões.

Castelo de Nagoya

retrato de Castelo de Nagoya

Construído em 1612, ano 17 da Era Keichou, como o Castelo da Família Residente Owari Tokugawa, ordenado por Tokugawa Ieyasu. Este castelo tem fortes vínculos pela sua fama, construído sob as tecnicas de contrução da Era Momoyama, perdeu-se totalmente queimado em 1945, Era Showa Ano 20, devido a guerra. A torre principal, o Tenshin Kaku, foi reconstruído em 1959, Era Showa Ano 34. Em 1997 (Era Heisei Ano 7) ele foi reaberto após uma reforma que trasformou suas instalações em uma combinação funcional entre diversão e museu, com amostras no 3o ao 5o Andar e o Observatório no 7o Andar.
A Cidade de Nagoya iniciou o projeto 「NC400」. NC significa Castelo de Nagoya (Nagoya Jyou), Cidade de Nagoya (Nagoya shi), Cultura de Nagoya (Nagoya Bunka) .E 400 referente aos 400 anos de fundação da cidade. A cidade planeja em 2010 (Era Heisei Ano 22) a restauração do Nagoya Jyou Honmaru Gotei, como símbolo de um tesouro cultural internacional que é 「Manufaturação de Nagoya (Nagoya Mono Tsukuri) 」como comemoração dos 400 anos da inauguração da cidade.

Área de Sakae

retrato de Área de Sakae

A área mais popular de Nagoya, Sakae transborda em atividades durante o dia. É o local onde foi construído pela primeira vez no Japão, uma torre de ondas de comunicação em conjunto com um observatório em suas instalações, entre outros. Em 2002 (Heisei 14)surgiu mais um símbolo para a cidade, o Oasis 21, com uma estrutura única começando pelo 「Nave Expacial de Água」e o parque suspenso, e a parte inferior com uma grande espaço aberto chamado de 「Espaço Aberto da Galáxia」, onde são realizados vários eventos.
Em 2006 (Heisei 18) a Torre de Nagoya que já é registrada como patrimônio cuultural do país, foi reformada inovando o espaço de descanso com restaurantes, galerias e cafeterias.

Área de Kanayama

retrato de Área de Kanayama

Com uma estação combinada pelas linhas Meitetsu, JR, e metrôs, Kanayama é o mais importante terminal de transportes em Nagoya. Uma área marcada pela atividade e desenvolvimento, ligando as linhas de metrô circulares e a linha que leva ao Aeroporto Internacional de Chubu. Em volta da estação além do Museu de Artes de Boston Nagoya; hotéis, instituições públicas e comerciais, como o Asunaru Kanayama, sempre cheio de visiantes e atividades.

Rio Horikawa

retrato de Rio Horikawa

O Horikawa foi escavado em 1610 (Era Keichou Ano 15) juntamente com a construção do castelo de Nagoya. Além da sua função de ligar o castelo ao vilarejo em torno dele para transportes dos materiais de construção, canal de despejo, ao longo deste rio fixaram-se plantações de arroz, comércio de algas, e de madeira de tal forma que o rio tornou-se de grande importância para a economia de Nagoya. Foi reconstruído em 1912 (Era Taisho Ano 2 ), e em 1981 (Era Showa Ano 56) a Ponte Nayabashi ganhou lindos ares retrô, admirados por muitos.
Conforme o crescimento da urbanização da cidade a qualidade da água foi decaindo. Então foi estabelecida uma meta para revitalizar novamente o Rio Horikawa como um 「Eixo Hidratante e Rejuvenecedor da Cidade」. Visando restaurar o canal, para elevar o interesse pelos pontos históricos e construções as suas margens, tornando agradável o passeio em torno do rio.

Rio Yamazaki

retrato de Rio Yamazaki

Escolhida dentre as melhores paisagens de apreciação do sakura, o「Sakura Meisho Hyakusen」. São 2,8 quilômetros saindo da ponte Ishikawa Bashi até a ponte Aratama Bashi, com aproximadamente 620 pés de sakura da espécie Someiyoshino, plantadas nas duas margens deste rio.

Avenida Hirokoji Dori

retrato de Avenida Hirokoji Dori

A mais famosa avenida de Nagoya, chamada de Main Street, durante a Era Meiji até o início da Era Showa. Foi a segunda avenida no Japão a instalar o Trem de Rua, o Roumen Densha, cheia de pessoas em seus shoppings e restaurantes, a Hirokoji Dori

Avenida Hisaya Oodori

retrato de Avenida Hisaya Oodori

Foi projetada após a Grande Segunda Guerra Mundial, em uma Nagoya que estava em sua maior parte queimada, na época da reconstrução da cidade, pensando em facilitar futuramente o trânsito, embelezando, e principalmente representando um papel importante no caso de catástrofes, foi projetada bem no centro da cidade com 100 metros de largura. A Avenida que liga do Norte ao Sul foi batizada de Hisaya Oodori, e a que liga do Leste ao Oeste foi batizada de Wakamiya Oodori. E também ao centro da Avenida Hisaya Oodori, bem no meio da cidade pode –se sentir toda a fartura da natureza das quatro estações

Bosque de Nagoya Higashiyama

retrato de Bosque de Nagoya Higashiyama

Estende-se da área do Parque Higashiyama Kouen até o Parque Heiwa Kouen bastantes bosques e pântanos. Este「Bosque da Cidade」conta com a cooperação da população, empresas e governo, para ser cuidada e apreciada pelas pessoas com carinho como um símbolo do verde em Nagoya, como uma importante riqueza a ser preservada.

Reflorestamento Todagawa

retrato de Reflorestamento Todagawa

Nesta área reflorestada na parte oeste da Cidade de Nagoya, foi posta em prática uma parceria social envolvendo a População, Empresas e Governo para o plantio de árvores entre outros, com a intenção de produzir mais fartura de florestas, com maior integração com a água e o verde, preservando para as outras gerações.

Festival de Nagoya

retrato de Festival de Nagoya

Este evento celebra o auge do Outono em Nagoya. Entre os carros alegóricos lindamente adornados de flores no desfile que percorre o centro da cidade, com a reincarnação dos três senhores feudais que têm uma profunda conexão com a cidade: Oda Nobunaga,Toyotomi Hideyoshi e Tokunaga Ieyasu na「Parada dos Heróis Nativos」entre outros. O famoso 「Dashi」Carro Alegórico onde a marionete tradicional karakuri ningyo faz apresentações também circula pela cidade. Nos distritos e em outras partes da cidade também são realizadas apresentações de dança e exposições, transformando em um grande multicultural festival.